Energia solar e demais renováveis vão apoiar na retomada da economia mundial

A demanda global de energia deve sofrer uma queda de 6% neste ano, conforme prevê a Agência Internacional de Energia – AIE. Os principais combustíveis tiveram uma queda impressionante na demanda sobretudo carvão, petróleo e gás, grandes emissores de poluentes, como o CO2. Essa queda representa sete vezes mais que após a crise financeira global